(Source: blues-dapiedade)



licensapoetica:

Isso me lembra de Luísa e seu primo Basílio, personagens do romance feito por Eça de Queirós intitulado “O Primo Basílio”.

licensapoetica:

Isso me lembra de Luísa e seu primo Basílio, personagens do romance feito por Eça de Queirós intitulado “O Primo Basílio”.


"É isso, simples. Você pensa que vai morrer, mas passa."

-Tati Bernardi.  (via romantizar)

(Source: falso-mentiroso)


"Ele teve a sensação de ser. Não poderia explicar, tão profundo, nítido e largo que era. A sensação de ser era uma visão aguda, calma e instantânea de ser o próprio representante da vida e da morte. Então, ele não quis dormir, para não perder a sensação da vida."

-Clarice Lispector

"Não importa aonde você parou, em que momento da vida você cansou. O que importa é que sempre é possível e necessário recomeçar. Recomeçar é dar uma chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e o mais importante acreditar em você de novo. Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado. Chorou muito? Foi limpeza da alma. Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia. Sentiu-se só por diversas vezes? É porque você fechou as portas até para os anjos. Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da sua melhora. Pois é, agora é hora de reiniciar, de pensar na luz, de encontrar prazer nas coisas mais simples de novo. Que tal um novo emprego? Um corte de cabelo arrojado? Diferente? Um novo curso ou aquele velho desejo de aprender a pintar. Desenhar. Dominar o computador ou qualquer outra coisa. Olha quanto desafio. Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus, o esperando. Está se sentindo sozinho? Besteira. Tem tanta gente que você afastou com o seu “período de isolamento”. Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para “chegar” perto de você. Quando nos trancamos na tristeza nem nós mesmos nos suportamos. Ficamos horríveis. O mau humor vai comendo nosso fígado, até a boca fica amarga! Recomeçar. Hoje é um bom dia para começar novos desafios. Onde você quer chegar? Ir alto. Sonhe alto. Queira o melhor do melhor. Queira coisas boas para a vida. Pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos. Se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos. Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida. E é o hoje o dia da faxina mental. Joga fora tudo que te prende ao passado, ao mundinho de coisas tristes, fotos, peças de roupa, papel de bala, ingressos de cinema, bilhete de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados. Jogue tudo fora. Mas, principalmente, esvazie seu coração. Fique pronto para a vida, para um novo amor. Lembre-se: somos apaixonáveis. Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes. Afinal de contas… Nós somos o “Amor”."

-Carlos Drummond de Andrade - “Sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura”. (via vislumbro)

(Source: orbitario)


Notas D' Estróina.: Triste Poesia.

literaturossauro:

Uma triste poesia,

Meus cacos anêmicos recosia

Sarando aos poucos minha débil afasia,

Oh, que triste poesia.

-

Porquanto triste poesia?

Por que amargo de fel és o cheiro

Da absência que tu fazias

E faz enquanto ver-te somente puder

Sem ter-te como dos teus ósculos craveiro

N’ um…


Notas D' Estróina.: Péssimo Título prum Conto.

literaturossauro:

E o pior é que eu odeio metalinguagem. Mas, por mais que até um texto rudimentar seja a melhor saída pro desabafo de qualquer tristeza, algumas vezes, este se faz insuficiente pra que todos os afãs sejam exorcizados do pobre poeta. Daí apelamos pra metalinguagem. Ou metalinguística. Tanto faz….


"

de repente
não mais
que um
repente


de repente
num improviso
sem nenhum
tipo de aviso
um verso
dormente


de repente
um desafio
de repente
uma resposta
na forma
dum repente
sem cara
de repente


gente

"

-Vaner Micalopulos  (via vislumbro)

(Source: blues-dapiedade)


Sedutora

Escrevo como se fosse
Para salvar a vida de alguém…
Escrevo como se fosse
Para salvar minha vida também.

Escrevo porque o sentimento
Fala mais alto do que eu…
Escrevo porque o momento
Num outro instante já morreu.

Escrevo porque o tempo urge
E a manhã varada de luz
Nem bem no horizonte surge
E já se apaga em meia luz.

Escrevo porque cada emoção
Que em letras bordo o papel
São palavras do coração
E giram em mim qual carrossel.

Escrevo apenas porque escrevo
E se sem motivos me atrevo
É porque da poesia sou cativo
E pleno me sinto vivo!


Carmem Vervloet



THEME BY: ©HELOÍSA TEIXEIRA
BASE BY: ©YAM16